A Pousada

A Pousada

Em plena área urbana, somos um recanto de natureza e tranquilidade, ideal para recarregar energias e perfeito para se concentrar em atividades pessoais ou profissionais. Nossa estrutura inclui horta orgânica com insumos servidos no restaurante, wifi gratuito, salas de eventos para diferentes capacidades e quartos que podem ou não ter ar condicionado, TV e frigobar. Venha nos conhecer e se surpreenda com a simplicidade alinhada a conforto e acolhimento!

Estrutura

Conheça tudo o que a Pousada Convento São Lourenço tem a oferecer.

Área arborizada

Nossas instalações se encontram cercadas pela natureza, com destaque especial para a horta, o pomar e o bosque. Assim, o clima de paz e bem pode ser sentido desde a janela do quarto até os espaços de convivência na área externa.

Área de lazer

A Pousada conta com espaços como o quiosque, o bosque e a trilha para caminhadas, oferecendo qualidade de vida em meio à natureza tanto para a prática de exercícios quanto para a contemplação.

Estacionamento

Nossa estrutura conta com dois espaços de estacionamento a céu aberto para hóspedes, com vigilância 24 horas. A área é arborizada, garantindo segurança e um refresco também para os automóveis.

Capela

Com mais de 100 anos de existência, a Capela fazia parte da estrutura do Convento São Lourenço, atendendo às demandas dos freis capuchinhos. Hoje, é um espaço de contemplação e oração para os frequentadores da Pousada.

Wi-fi

Com capacidade de 500 Mega, a internet sem fio cobre toda a área interna da Pousada, podendo ser usada gratuitamente por hóspedes e frequentadores. Ideal para quem utiliza o espaço para estudo ou trabalho.

Refeitório

Local amplo e bem arejado, tem capacidade para 120 pessoas. A decoração é das preferidas dos hóspedes, que desfrutam do espaço durante o café da manhã e o almoço. Aberto também ao público, mediante reserva.

Conheça Nossa Estrutura

Pousada Convento São Lourenço

A dez minutos do centro de Porto Alegre e próxima de universidades e pontos turísticos, a pousada Convento São Lourenço é cercada de área verde e oferece muita paz para momentos de lazer, concentração, estudo e trabalho. Ancorada no conceito de conforto com simplicidade, dispõe de diversas opções de quartos, variando em tamanho e estrutura. No restaurante, o destaque vai para insumos colhidos diretamente da horta orgânica, onde hóspedes e visitantes também podem passear – desfrutando de excelentes momentos de contemplação à natureza. Usufrua de nossos espaços de hotelaria e eventos e torne seus momentos mais agradáveis e tranquilos!

Conheça a Pousada
Pousada São Lourenço

Acomodações

Abençoados por iluminação natural abundante e muita tranquilidade, nossos quartos possuem capacidade que vai da individual a grupos de 5 pessoas. A maioria dispõe de uma linda vista verde, sendo o ar condicionado opcional.

Conheça Todas as Acomodações

História

 No final de 1895, fugindo da perseguição religiosa na França e da doença na Síria, os Frades Menores Capuchinhos da Província de Saboia, a convite de Dom Cláudio Ponce de Leão, bispo de Porto Alegre, vieram ao Rio Grande do Sul. Em janeiro de 1896 instalaram-se em Garibaldi e, a partir dali, passaram a pregar missões populares na Região de Colonização Italiana e Campos de Cima da Serra.

Surgimento do Convento São Lourenco

 Em 1903, a convite de Dom Cláudio Gonçalves Ponce de Leão,arcebispo de Porto Alegre,  os capuchinhos franceses assumiram a direção do Seminário Madre de Deus na capital. Os frades permaneceram na direção do Seminário até o início do ano de 1913.

Para ter um lugar de descanso, dada a insalubridade da cidade de Porto Alegre, Frei Jean de Cognin, no ano de 1903, adquiriu para os frades, uma chácara com casa, no alto de um morro, longe do centro. Foi a primeira residência capuchinha no Bairro Santo Antônio. Com as sucessivas reformas e ampliações, chegou ao prédio que atualmente abriga a pousada.

  Primeira Casa dos Capuchinhos em Porto Alegre

Após dispensar os frades do Seminário Madre de Deus, Dom João Becker ofereceu-lhes, entre outras atividades, a administração da recém-criada Paróquia Santo Antônio do Partenon. Desde 1913 até hoje, os frades dedicam-se ao atendimento pastoral desta comunidade que tem como devoção principal Santo Antônio.

Firmin Bouvard nasceu em Saint-Sixt, na França, no dia 20 de maio de 1875. Depois de ter estudado Filosofia na Saboia, mudou-se, junto com os outros estudantes, para Ghazir, no Império Otomano. Em 1898 veio para o Brasil onde, depois de ordenado, atuou na pastoral paroquial. Na Paróquia Santo Antônio, foi o responsável pela construção, no início da década de 1930, da atual Igreja Matriz.

Além do atendimento à Paróquia Santo Antônio, os frades residentes no Convento São Lourenço de Bríndise dedicaram-se a outras atividades religiosas em Porto Alegre. Entre elas, as capelanias do Colégio Sévigné das Irmãs de São José, do Hospital Sanatório Partenon, as capelas de São Jorge, Nossa Senhora de Lourdes e São Francisco que, com o tempo, se tornariam paróquias, atendimento para a Colônia Itapuã,  para a reclusão dos leprosos do Rio Grande do Sul. Atendendo solicitação do Bispo Dom João Becker e do Ministro Provincial, Frei Pacifique de Bellevaux assumiu a Capelania da Colônia onde residiu até seu falecimento, em 1957. Depois dele, outros frades sucederam-no na capelania até esta ser extinta pelo governo do Estado.

Em 31 de maio de 1958, os freis capuchinhos passaram a operar a Rádio Difusora. Para ampliar o alcance da comunicação numa perspectiva católica, em 10 de outubro de 1969, foi inaugurada a TV Difusora, a primeira emissora no Brasil a transmitir em cores, em 19 de fevereiro de 1972.

Devido às dificuldades econômicas e à acirrada competição no mercado da comunicação, no ano de 1980, o complexo de comunicação foi vendido ao Grupo Bandeirantes.

Desde a ano de 1896, os Frades Capuchinhos, para a formação de seus candidatos, mantiveram os Cursos de Filosofia e Teologia. Até o ano de 1956, o Curso de Teologia era mantido em Garibaldi. Naquele ano o Curso começou a ser transferido para Porto Alegre. Para abrigar os estudantes, o prédio então existente foi ampliado. Tendo em conta os novos rumos da Igreja e da Ordem e visando uma formação teológica em acordo com o carisma, no ano de 1986, a Província dos Capuchinhos do Rio Grande do Sul decidiu retomar um curso próprio de Teologia. Para isso foi criada a ESTEF – Escola Superior de Teologia e Espiritualidade Franciscana. Para abrigá-la, um novo prédio foi construído junto ao Convento São Lourenço de Bríndise.

Desde a chegada em 1895, os capuchinhos franceses primaram pelo cultivo intelectual. As bibliotecas sempre ocupavam um lugar de destaque nos conventos. Graças a essa tradição, surgiu a Biblioteca dos Capuchinhos que, com mais de 70.000 títulos, preserva esse legado e o atualiza constantemente colocando-o a serviço dos estudantes de Teologia e de toda a comunidade, podendo ser acessada em dias de semana, durante o horário comercial.

Nascido em 20 de agosto de 1892 em Caxias do Sul, Caetano Francisco Bampi ingressou na Ordem dos Frades Menores Capuchinhos em 1953, onde assumiu o nome de Frei Antônio. Residiu no Convento São Lourenço de Bríndise de 1933 a 1987, ano em que faleceu. Os últimos 20 anos de sua atividade pastoral, dedicou-os ao aconselhamento espiritual e confissões na Paróquia Santo Antônio. Está sepultado no interior da Igreja, em uma capela lateral.

Nascido em 20 de agosto de 1934 no município de Veranópolis, Rovílio Costa ingressou na Ordem dos Frades Menores Capuchinhos em 1953. Depois de sua formação inicial em Ijuí (Filosofia e Pedagogia), mudou-se para Porto Alegre onde atuou como professor (UFRGS), pesquisador, editor e animador cultural, deixando profundas marcas na cultura porto alegrense e gaúcha.

Galeria